quinta-feira, 29 de maio de 2014

RESENHA: AMIZADE


Fala Galera! A resenha de hoje retoma a fase da encruzilhada brilhantemente escrita por Bill Mantlo.  A edição em questão é The Incredible Hulk 304 que foi publicada no Brasil pela editora Abril em O Incrível Hulk 56.

Começa a história com a chegada de uma equipe do governo numa prisão no deserto de Nevada onde os Alienígenas estão enclausurados. O local conta com uma tecnologia que anula os poderes do referido grupo.


Uma reunião é feita com o intuito de ambas as partes chegarem a um acordo, quer o governo retirar permanentemente os poderes de Vetor e seus liderados, eles não aceitam, mas a promotora assistente do governo que responde pelo de nome Allison Munroe insiste e acidentalmente desativa o campo inibidor, com isso os Alíenigenas recuperam seus superpoderes.

Um combate é travado e Vetor usa seu poder de forma excessiva e com isso o quarteto de vilões desaparece.


Enquanto isso na encruzilhada o Hulk está faminto, o problema é que não existe comida no local, os Pompons Coletivos sabem que o Golias Esmeralda precisa atravessar um dos portais para conseguir alimento, eles provocam o Hulk até que ele acaba atravessando uma das passagens e para num planeta onde suas necessidades podem ser supridas.


Ali ele encontra Zgorian que a exemplo do Hulk também é um exilado, ele ajuda o Golias Esmeralda e aquilo que parecia impossível acontece, o Incrível Hulk consegue um novo amigo. Os dias passam e o Gigante Verde e seu novo estão felizes.

Porém, num determinado dia uma nave chega ao local. São os seres que exilaram Zgorian naquele planeta. Eles vieram para aplicar o veredito pelo crime que Zgorian cometeu, a saber, ele sentiu compaixão de alguém e a pena par tamanha demonstração de fraqueza é a  morte.


O Hulk tenta ajudar seu amigo, mas não consegue. Zgorian é executado e a tristeza do Hulk é tamanha que o feitiço a prova de falhas do Dr. Estranho é ativo e ele volta para encruzilhada, para sua surpresa os Alienígenas  estão no local e se mostram muito satisfeitos por encontrar o Hulk novamente.


Nenhuma das histórias narradas por Bill Mantlo na fase da encruzilha é vazia de sentido, nesta percebe-se o quanto a amizade é importante na vida de uma pessoa, amigos verdadeiros são um balsamo, pois tanto o Hulk como Zgorian se sentiram consolados e animados para a vida graças à amizade que construíram.


Cada elemento do roteiro revela uma história profundamente contemporânea (mesmo sendo ela escrita em 1985), pessoas continuam precisando de pessoas, mesmo que alguém diga que não precisa de ninguém, que diz isso sabe  está mentido para si mesmo. 


Bons amigos podem não ser tão fáceis de achar, mas são necessários, todos precisamos de bons amigos, para partilharmos alegrias e tristezas, conquistas e perdas, pois somente amigos verdadeiros se preocupam um com o outro de verdade.


The Incredible Hulk 304 é um presente de Bill Mantlo aos leitores, pois nos remete a necessidades que temos, a carências que temos, dessa forma façamos bons amigos, para que tenhamos com quem contar.

Até a próxima!


Capa Original



Página que foi cortada pela editora Abril.

9 comentários:

  1. Essa história é muito foda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história é muito bem contada, fora que a arte do Sal Buscema para a revista é muito boa.

      Excluir
  2. Bem massa cara. Sempre quis ler esta saga completa. Bem que podiam relançar ela por aqui encadernada :D

    www.palitosnerds.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe um dia a Panini toma coragem e lança um encadernado dessa fase do Hulk, com certeza venderia muito bem.

      Acessem palitos nerds, o blog é muito bom.

      Excluir
    2. Não querendo ser pessimista, João. Mas dificilmente isso será republicado por aqui, não é a fase preferida dos editores, e a gente já sabe que, o que vale é o que a editora quer, caso contrário ficamos a ver navios.

      Nem mesmo com tantas petições organizadas pelo Fernando isso será possível, só se algo realmente abrir os olhos desses caras para que eles considerem um pouco mais nós leitores da velha escola. Mas na minha opinião tudo hoje é voltado aos novos leitores, e muitos deles acham, ou chegaram a conclusão, de que essas histórias do Hulk marcaram apenas uma época e pronto, dificilmente a gente se depara com leitores que realmente captaram a mensagem dessas histórias como a gente vê no seu Blog, algumas vezes no meu e em alguns dos Podcasts que ando fazendo, mas no geral eu vi que fizeram questão de enterrar essa época mesmo ela servindo de forte inspiração para o que é feito hoje.

      Já perdi a cabeça várias vezes com os editores da Panini, mas hoje, deixo na mão deles, é o jeito.

      Eu, Fernando e vários fãs já fizemos uma enquete na época no próprio fórum oficial da editora, e de nada adiantou, veja que os encadernados mais recentes (tirando Além da Redenção) foram apenas histórias que já foram republicadas.

      Fazer o que, a gente precisa encarar a realidade, porque dependendo podemos estar passando um exemplo de sermos chatos e pedir por algo que nunca sairá, ou melhor, que nunca será republicado, e para a Panini isso é um bom motivo para eles caçoarem dos fãs do personagem.

      Excluir
    3. No final a gente acaba comprando o encadernado gringo.

      Excluir
    4. Sim, é o que vou fazer também, e opções não faltam, lá fora chovem encadernados do Hulk.

      Mas temos de nos contentar com esses nacionais que estamos comprando, eu particularmente vou meio que matar as saudades com o Além da Redenção, foi suado pra eu garantir o gibi da edição comemorativa da Abril na época, eu tive que esconder na mochila da escola e ler escondido da minha mãe.

      Apesar da desesperança, espero que a Panini dê continuidade a fase do Hulk Cinza passando por Las Vegas até os duelos contra o Coisa etc..
      O resultado de uma forma ou de outra foi bastante promissor com esses encadernados, o que eles não conseguiram com a Biblioteca Histórica, que fez bastante falta, se por exemplo eles desse continuidade as BH's, hoje já teríamos muita coisa sendo republicada em encadernado.

      Mas é como o Fernando diz, Panini é Panini.

      Excluir
  3. Muito, muito boa!
    Será com certeza citadas nos Podcasts com a maratona Mantlo/Buscema que ando fazendo!

    E esse acho que tenho em Gibi pela Abril, preciso até conferir aqui.

    ResponderExcluir
  4. E o bom é que possuo um acervo com todas essas edições originais com o selo oficial da Marvel Comics. Quando quero relembrar alguma coisa do Hulk sempre vou atrás dessas.

    ResponderExcluir