quarta-feira, 29 de abril de 2015

EU ASSISTI VINGADORES: A ERA DE ULTRON

AVISO: TEM SPOILER


Fala galera! Noite passada, eu, minha família (esposa e filhos) e alguns amigos fomos ao cinema para assistir Vingadores: A Era de Ultron, o objetivo do presente texto é tecer algumas considerações a respeito da referida película.

Vingadores: A Era de Ultron é um filme com mais de duas horas de duração, com muita ação, efeitos especiais, com doses de humor, alguns dilemas humanos e serve como ponte para os vindouros filmes da Casa de Ideias.

Os Vingadores têm uma derradeira missão, a saber, recuperar o cetro de Loki que está nas mãos da Hidra. Eles invadem um posto avançado da referida organização terrorista e a Feiticeira Escarlate usa um feitiço em Tony Stark, o resultado disso é que ele tem uma visão do futuro onde todos os Vingadores estão mortos.


Para impedir que tal visão torne-se realidade Tony e Banner usam o poder do cetro e combinam como um programa chamado Ultron. Feito isso Ultron nasce, assume um corpo e decide proteger o mundo exterminando a humanidade.

A ideia é bem simples, os humanos estão perdidos e são os responsáveis por todas as mazelas que existem no mundo, logo para que o mundo melhore é necessária uma evolução que principia com o extermínio da humanidade.

 Dito isso, o filme se concentra em como os Vingadores vão deter um sujeito que pode estar em qualquer lugar, pois Ultron usa a Internet para transferir sua consciência de um lugar para o outro.


Obviamente depois de acontecer muitas coisas eles dão um jeito e no final o vilão é detido, até porque não tinha como ser diferente.

Vingadores é um filme muito bom, Joss Whedon soube intercalar bem os momentos de diálogos com as cenas de ação, consequentemente em momento algum a película fica cansativa.

Quem assiste ao filme percebe uma equipe de Vingadores mais coesa, entrosada, sabem eles lutar juntos, as cenas de combate deixam isso muito claro, eles se ajudam, exploram o potencial de combate de cada um e encontram juntos as soluções para os problemas que surgem.

Ultron é um vilão que odeia seu criador e que considera estar fazendo um favor ao mundo destruindo a humanidade, no final do filme ele tem uma conversa bastante interessante sobre o valor do ser humano com o Visão.

A Feiticeira Escarlate, Mercúrio e o Visão foram bem inseridos ao grupo, os atores fizeram uma boa interpretação, mas o Visão é sem duvida nenhuma o personagem que mais chamou a atenção dos três mencionados no presente parágrafo.

O Gavião Arqueiro tem uma participação mais significativa no filme, Thor também foi um personagem que teve um certo destaque no decorrer de toda a trama e o Capitão América realmente se posicionou como líder da Equipe.

Particularmente não achei que houve um exagero nos momentos de humor, principalmente com as piadas. É um filme que mostra um pouco mais da história dos personagens, foi mostrado alguns momentos do passado da Viúva Negra e Gavião Arqueiro tem esposa e filhos.

No final a equipe meio que desmantelou, mas os Novos Vingadores foram criados e isso ficou bem bacana e a deixa para a Guerra Infinita foi dada na cena durante os créditos.

Vingadores não é um filme que vai ganhar o Oscar de melhor filme e tampouco é um filme profundo, Uma Mente Brilhante e Sociedade dos Poetas Mortos são mais indicados para quem quer filmes que abordam temáticas realmente reflexivas.

Nem por isso ele é raso, cada um dos Vingadores tem seus medos, inseguranças e em alguns momentos isso os assusta, haja vista que eles não sabem o que fazer com que estão sentido.

Enfim, Vingadores não é um filme perfeito, mas é muito bom e vale a pena conferir, para quem curte quadrinhos é um prato cheio, pois de certa forma é um gibi transformado em filme,  gostei mais desse do que do primeiro filme.


E quanto ao Hulk? Bom o Golias Esmeralda teve uma participação um pouco menos impactante neste filme se comparado ao filme anterior. Particularmente achei que a computação gráfica do primeiro filme ficou melhor do que dessa vez, parece que no primeiro filme o Hulk ficou mais crível.

Banner tem mais destaque dessa vez, ele ajuda a criar o Ultron, o Visão e também alguns equipamentos para ajudar a equipe. O relacionamento dele com Natasha ficou interessante e de fato a mulher se mostrou apaixonada pelo bom Doutor.

O Hulk salva a vida dela, pula dentro de um Kinjet dos Vingadores que estava sendo pilotado pelo Ultron, joga o vilão para fora da aeronave e fica lá dentro, quer ele ficar longe, ele precisa se afastar, pois certos temores ocupam seu coração.

É interessante que o Hulk tem consciência do que está fazendo, chega parecer que Banner tem um certo controle do Golias Esmeralda durante a cena mencionada acima.

Os Vingadores desenvolveram uma contra medida para fazer com que o Hulk voltasse a se transformar no Banner, Natasha consegue acalmar a fera, mas só dá certo porque nitidamente o Hulk sabe que ela gosta dele.

E quanto batalha com a Hukbuster? A luta ficou bacana, manteve-se equilibrada e no final o Homem de Ferro ganhou. Mas como isso é possível? Todos sabemos que o Hulk rasgaria a Hulkbuster no meio, sim sabemos, entretanto tudo depende da janela que se olha a luta.


O Homem de Ferro usa uma máquina chamada Veronica, ela contém equipamentos criados para conter o Hulk, as peças da Hulkbuster fazem parte disso. Quem desenvolveu a Veronica? Banner e o Stark, até porque, se alguém tem alguma noção de como frear o Hulk é o Bruce.

Durante a batalha um prédio é derrubado e no meio dos escombros surge o Hulk, o problema é que ele vê o povo aterrorizado e de certa forma aquilo mexe com ele, fica ele incomodado, preocupado, triste com aquilo e começa se acalmar. O exercito aparece e antes que o Hulk faça alguma coisa Stark nocauteia o Gigante Verde.

Eu penso que o Hulk caiu por causa do que viu, pois se a batalha continuasse as peças de reposição da armadura acabariam e daí a coisa ficaria feia para o Homem de Ferro.

Como já mencionado o Hulk desaparece, deve voltar em Guerra Infinita e durante as lutas ele ajudou seus companheiros de equipe esmagando e Banner ajudou pensando, usando sua inteligência para fazer algo de bom, vale mencionar que Mark Ruffalo interpretou Bruce Banner de forma competente.

Vou parando por aqui, pois o texto está ficando longo demais.


Até a próxima! 

Um comentário:

  1. Também gostei do filme!! Pra mim está no mesmo nível do primeiro! Nossa a Marvel novamente acerta a fórmula!! Quanto ao Hulk, pôxa, ele desmantelou a Hulkbuster!! O que freou o Gigante verde foi ter recuperado o controle e encarar todo o desastre e caos causado por ele, olhar aquelas pessoas e ver o medo e o sofrimento, tá na cara que ele ia virar o Banner naquela hora, então veio aquele soco, como se fosse um alívio cômico, lembrando a cena com o Thor no primeiro filme.
    Agora uma coisa que ficou bem aparente neste filme foram os cortes, puxa tem várias cenas que teriam continuação e foram decepadas de uma hora para outra. Sei lá o que aconteceu entre a Marvel e o Joss Whedon, mas que tacaram a faca no filme pra ele ficar com 140 minutos, tacaram!

    ResponderExcluir